Aprendendo com as Crianças

A aprendizagem das crianças é um processo incrível. E olhando para o caso específico da aprendizagem da fala percebe-se porquê. É fácil uma criança aprender o que é uma bola ou uma boneca. Basta apontar para esses objectos. É também fácil aprender verbos como "correr" ou "cantar". Basta exemplificar essas acções. Contudo, como pode uma criança aprender conceitos como "poder" ou "significar"? Talvez poucos pais tenham pensado nisto. Na verdade, nem sequer é necessário preocuparem-se. Sem que ninguém lhe explique, a criança acaba por adquirir o significado desses e outros conceitos semelhantes.

Criança adultaO pouco conhecimento de psicologia que tenho leva-me a justificar este fenómeno como um processo contínuo que criança desenvolve no seu inconsciente e que a leva a identificar padrões de utilização destes conceitos. Assim, identificando os diversos contextos em que as palavras são usadas e encontrando padrões comuns a esses contextos, a criança consegue inferir o seu significado.

Este processo acontece durante toda a nossa vida (não estamos nós constantemente a aprender novas palavras?). Porém, espanta-nos a nós a capacidade de as crianças aprenderem tanto em tão pouco tempo e sem terem ido à escola. Ressalta-se aqui, obviamente, a acção das pessoas que a cercam e que ao dedicarem-lhe atenção, falando devagarinho e explicando com calma todos os porquês, facilitam esse processo.

Creio que observar esta forma de aprendizagem pode ser uma boa lição para algumas organizações. Se cada pessoa nessa organização conseguir ser uma criança, no sentido em que aprende autónoma e continuamente, e um adulto, no sentido em que fala devagarinho explicando todos os porquês áqueles que o rodeiam, talvez se consiga transformá-la numa organização aprendente, seguindo o exemplo dos mais pequeninos.

(Ilustração de Roberto Ramos.)

Leave a reply