Imagem do artigo de André Dias Correia

Gestão do Conhecimento: Teste e Validação de uma Metodologia

No passado mês de Janeiro tive a oportunidade de defender a minha dissertação de mestrado intitulada "Gestão do Conhecimento: Projetar o Futuro Garantindo o Passado". A investigação que deu origem a esta dissertação foi desenvolvida ao longo do último ano, numa perspetiva de investigação-ação, numa organização do sector público com uma importante base tecnológica e operacional e surge na sequência de uma necessidade real da organização em questão. O momento de gestão de processos de intenção de saída pela qual a organização está a passar, acentua a grande necessidade de garantir o capital intelectual desenvolvido pelos colaboradores ao longo do seu percurso profissional sob o risco deste se perder e não ser recuperável.

Tendo em consideração esta realidade e contexto, avançou-se para o desenvolvimento e validação de uma metodologia que se revelasse eficaz e capaz de auxiliar na retenção e disseminação de conhecimento tácito em risco de ser perdido.

André Dias Correia

André Dias Correia

Inicialmente, foram realizadas entrevistas presenciais de recolha do conhecimento com o intuito de identificar conhecimento tácito, útil à organização, passível de recolha e disseminação. Identificado o conhecimento, avançou-se para a sua recolha por intermédio do registo de descrições, explicações e imagens, durante o acompanhamento da aplicação do conhecimento crítico nas tarefas correspondentes à função desempenhada pelo colaborador.

Posteriormente, e após validação da qualidade do conteúdo por parte do responsável especialista da área funcional correspondente, toda a informação obtida durante a recolha de conhecimento foi estruturada e colocada numa plataforma online (Acervo do Conhecimento) de utilização intuitiva, para que facilmente pudesse estar acessível aos colaboradores tornando assim o conhecimento em questão em conhecimento organizacional.

A avaliação da funcionalidade da metodologia proposta foi feita através da aplicação de um questionário em consequência das várias sessões de focus group onde foi apresentada a plataforma Acervo do Conhecimento, dada a possibilidade aos colaboradores de interagir e navegar pelo acervo e onde foram discutidos vários pontos acerca da plataforma em si e da gestão do conhecimento no geral.

Considerou-se que um dos fatores de sucesso seria a sensibilidade por parte dos colaboradores que constituíram a amostra para as práticas de gestão do conhecimento, assumindo que seria influenciador da aceitação e avaliação da plataforma Acervo do Conhecimento. Os resultados indicaram nesse sentido podendo corroborar que a predisposição dos colaboradores para a gestão do conhecimento e suas práticas, são uma importante peça que impulsiona a aplicabilidade e sucesso da metodologia proposta e testada.

Apraz-me ressalvar o carácter inovador da metodologia proposta pois foi a primeira vez que se aferiu a sua utilidade para a gestão do conhecimento organizacional. Para a realidade organizacional em que foi testada, e fazendo um balanço para lá do
que foi possível concluir através do estudo, existiu um reconhecimento de utilidade e valor por parte de outros órgão da organização além dos incluídos na amostra, sugerindo-se que possa, no futuro, constar como ferramenta interna de formação.

Importa ainda referir, que apesar dos bons resultados obtidos no contexto estudado, a metodologia foi pensada e desenvolvida tendo em conta a sua aplicabilidade em diversos contextos organizacionais numa perspetiva “tailor-made”.

É minha esperança que este estudo sirva também de impulsionador para novos desenvolvimentos e mais investigação no que à gestão do conhecimento concerne.

Leave a reply