Wikipatterns: a Practical Guide to Improving Productivity and Collaboration in Your Organization

Wikipatterns (Mader, 2008) - capaWikipatterns.com “é uma caixa de padrões e anti-padrões, e um guia para os estádios de adopção de wikis”.

Stewart Mader é a pessoa por trás do site e o autor de "Wikipatterns: a Practical Guide to Improving Productivity and Collaboration in your Organisation". O livro elabora sobre o conteúdo do site para mostrar como os wikis podem ajudar a melhorar a comunicação e a partilha de conhecimento e, eventualmente, causar mudança organizacional.

“[O] wiki é o desenvolvimento mais significativo na Internet desde o browser” porque “estamos a mudar de leitores passivos para participantes activos”, diz Mader (p 5) que usa o livro para descrever wikis de acordo com o que são, o que os torna diferentes de outras ferramentas e os seus benefícios para os indivíduos e para as organizações.

“Um wiki é simplesmente um website no qual os utilizadores podem criar e editar páginas colaborativamente, e ligá-las facilmente entre si” (p 4). Apesar da sua simplicidade, os wikis são extremamente eficázes porque se “concentram inteiramente em deixar as pessoas trabalhar online da mesma forma que trabalhariam presencialmente, e olham o conhecimento como um produto dessa colaboração e dessas ligações humanas orgânicas e não-lineares” (p 43).

À semelhança de muitos outros profissionais, Mader aconselha a realização de projectos-piloto antes de disponibilizar o wiki a todos os colaboradores e recomenda onze passos para um projecto-piloto bem sucedido:

  1. defina um limite temporal
  2. garanta que o piloto é representativo
  3. mantenha-o compacto
  4. escolha os participantes cuidadosamente
  5. procure os participantes ou convide a que se voluntariem
  6. tenha um propósito claro (como por exemplo construir uma directoria de colegas; organizar e documentar reuniões e eventos; gerir projectos; criar uma intranet, extranet ou website; escrever manuais)
  7. defina regras de utilização
  8. crie espaços pessoais
  9. trabalhe para que nunca haja páginas vazias
  10. faça com que as pessoas tenham de lá ir (por exemplo através de conteúdo exclusivo ou enviando por emails links para conteúdo que lá está)
  11. seja firme e pense a longo prazo.

Depois de falar dos projectos-piloto, o autor avança com alguns conselhos sobre o passo seguinte - disponibilizar o wiki aos outros colaboradores da organização:

  • desenvolver uma política de utilização do wiki
  • adoptar uma abordagem faseada
  • tornar os benefícios claros
  • usar os casos piloto como exemplo
  • oferecer formação e suporte
  • aplicar os padrões pessoais e de adopção adequados (de acordo com o descrito no livro e no site wikipatterns.com)
  • prevenir ou minimisar os obstáculos, isto é os anti-padrões pessoais e de adopção (no livro e no site).

Os aspectos da adopção do wiki pelos indivíduos e pela organização como um todo são depois motivo de reflexão pelo autor que aproveita para realçar o importante papel que os champions desempenham em todo este processo.

O livro termina com uma lista de respostas às questões que as pessoas / organizações mais colocam relativamente aos wikis. Coisas como “as pessoas podem mudar o que eu escrevi?”, ou “como é que eu sei que alguém alterou o conteúdo de uma página?”, ou “como é que eu sei que o que está no wiki está correcto?”. São o reflexo da incerteza associada a uma nova ferramenta e a uma nova forma de trabalhar que se torna possível (e necessária?) como consequência.

A utilização dos wikis em cenários organizacionais torna-se ainda mais real com os vários casos de estudo apresentados no livro. Empresas como a LeapFrog, a Johns Hopkins University, a Sun Microsystems e a RedAnt, respondem a uma série de questões sobre a forma como estão a usar wikis e os resultados que estão a observar.

O livro está bem organizado e foi, todo ele, escrito por um profissional para profissionais sem tempo a perder. Apesar de ser sobre wikis, os passos sugeridos para os projectos-piloto e para os passos seguintes são, certamente, válidos para a implantação de outras ferramentas em cenários organizacionais.

O entusiasmo e a paixão de Mader pela utilização de wikis é visível em cada página e é contagiante. É preciso, no entanto, ser realista. Embora sejam uma poderosa ferramenta para muitas organizações e uma resposta para muitas necessidades organizacionais, os wikis nem sempre são a opção adequada e não podem nunca ser vistos como uma resposta única. Os processos organizacionais são tão ou mais importantes para criar o contexto necessário a que as pessoas se sintam confortáveis a partilhar conhecimento e aprender novas formas de trabalhar.

Wikipatterns (Mader, 2008) - capaSobre o livro:
Wikipatterns: a Practical Guide to Improving Productivity and Collaboration in Your Organization
Stewart Mader. Wiley Publishing, EUA, 2008.

1 comment

Leave a reply