Tribes: We Need You to Lead Us

Os meses de Verão pedem leituras leves. Assim, peguei no livro Tribes, do Seth Godin. 131 páginas, letra grande, bom espaçamento entre linhas e o habitual tom provocador do autor (afinal já tinha lido o Purple Cow). Tudo corria bem até perceber que o livro, afinal, não era assim tão “leve” como eu poderia ter pensado.

“Tribes“ é um livro sobre grupos de pessoas e as pessoas que os motivam e conduzem. É um livro sobre a dinâmica entre pessoas e um hino às possibilidades que hoje em dia se apresentam a qualquer pessoa que queira verdadeiramente iniciar e liderar um movimento.

“Uma tribo é um grupo de pessoas ligadas entre si, ligadas a um líder, e ligadas a uma ideia,” diz o autor que acrescenta que “[u]m grupo precisa apenas de duas coisas para ser uma tribo: um interesse partilhado e uma forma de se comunicar.” (p 1)

Mas, se o livro se chama “Tribos”, poder-se-ia igualmente chamar-se “Líderes” (embora talvez não sobressaísse tanto nas prateleiras). Afinal, o livro é tanto ou mais sobre o papel e as características do líder do que sobre as tribos propriamente ditas.

Curiosidade, paixão, generosidade, fé, dinamismo e disposição para desafiar o status quo são algumas das características apresentadas como fundamentais num líder, salientando-se a diferença entre este e um gestor/chefe.

O livro está carregadinho de exemplos de pessoas ou organizações que lideram tribos empenhadas e apaixonadas. Pequenas ou grandes, locais ou globais, elas podem fazer a diferença.

O livro é na verdade fácil de ler. Porém, faz-nos pensar e acaba por accionar uma série de interruptores internos que nos inquietam e nos propulsionam para ousar liderar movimentos em prol do que acreditamos.

(Ah, e depois de ler este livro tive de acrescentar na minha lista de tarefas a leitura do livro The Age of Heretics do Art Kleiner, livro que até já iniciei mas que, ao contrário deste, não é uma leitura nada leve.)

Sobre o livro:
Tribes: We Need You to Lead Us
Seth Godin. Piatkus, USA. 2008.

Leave a reply